Posts Marcados PANE MECÂNICA

PARADA DURA

Perda de freio ou direção endurecida quando o carro está em movimento, tanto uma como outra, é uma situação difícil de ocorrer, mas não rara.

É uma situação que ocorre na maioria das vezes em carros mais antigos, isto porque a idade, a quilometragem acumulada e a falta de tecnologia, acabam refletindo no desgaste natural dos componentes e, consequentemente, maior possibilidade de quebras, rompimentos e vazamentos de fluidos.

Os veículos que não possuem o sistema de direção assistida (elétrica ou hidráulica) não estão sujeitos ao endurecimento, pois já são duras originalmente. Normalmente as pessoas já estão acostumadas com a direção “pesada”, principalmente em manobras com o veículo quase parado.

O mais importante, caso ocorra uma eventual pane, que acarrete nessa situação, não é saber ou lembrar da tecnologia ou mecanismo do seu veículo e, sim, como se safar de um iminente acidente.

Se o pedal de freio endureceu, aperte-o com força até sentir que ainda é possível frear mesmo que com reação lenta.

Se o pedal de freio afundou, ou seja, ficou mole e não reage é porque realmente não existe mais condições de frear com o acionamento do pedal.

Em ambos os casos, mantenha a calma, analise friamente a situação e com a mão direita acione levemente a alavanca do freio de mão, jamais puxando-a de uma vez como se estivesse estacionando e, procure buscar uma área de escape, ou seja, acostamento ou qualquer lugar vazio, para que possa para seu veículo sem riscos.

O freio de mão (estacionamento) é um sistema mecânico totalmente independente do sistema de freio (a vácuo) acionado pelo pedal e, portanto, podendo ser utilizado em qualquer circunstância.

No caso da direção endurecida, será apenas de uma direção mais dura de manejar, porém jamais acarretará na perda de controle total. Embora endurecida, continuará sendo possível dirigir.

Em hipótese, alguma mexa ou desligue a chave de ignição com o veículo em movimento, pois o mecanismo de travamento da direção poderá ser acionado e a dirigibilidade será bloqueada.

Evite, seja qual for a situação, fazer manobras bruscas estando na estrada ou vias de grande movimento.Pense nos veículos a sua frente, no sentido e atrás de você. Imagine que poderá causar um enorme estrago.

As causas para endurecimento da direção ou perda dos freios não são muitas, entretanto, dependem do bom funcionamento do motor, pois é ele que aciona os sistemas hidráulicos, elétricos, a vácuo e outros.shutterstock_7177600

Para finalizar, duas sugestões:

PREVENTIVA – mantenha seu veículo sempre em ordem, fazendo as revisões recomendadas, verificando frequentemente os níveis de água, óleo e fluidos, calibragens e regulagens, não esquecendo de checar periodicamente as pastilhas e regulagens do freio.

ATIVA – dirija com cautela e sempre dentro dos limites permitidos. Ultrapasse somente com total visibilidade e segurança. Esteja o tempo todo atento. Observe qualquer sinal de irregularidade. Ninguém conhece melhor seu veículo que você mesmo. Pare imediatamente se qualquer “luzinha” do painel acender ou perceber eventual “tossida” do motor. Vá até o primeiro posto de combustível e procure ajuda.

Se acontecer o imprevisto, mantenha a calma e conduza seu carro para um lugar seguro.

Anúncios

, , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: